Em Carreira, Comportamento, Relacionamento Interpessoal

Publicado em 23 de janeiro de 2017
Escrito por Dr. Travis Bradberry
Co-autor do livro EMOTIONAL INTELLIGENCE 2.0 & Presidente da TalentSmart
Leia aqui o original em inglês

Traduzido por Luana Brantes
Revisado por Ricardo Sigwalt

 

As pessoas difíceis desafiam a lógica. Algumas delas são inconscientes do impacto negativo que elas têm sobre aqueles ao seu redor, e outros parecem ter satisfação em criar o caos e tirar outras pessoas do sério. De qualquer forma, elas criam complexidade desnecessária, conflitos, e pior de tudo, o estresse.

Estudos mostram há muito tempo que o estresse pode ter um impacto negativo duradouro sobre o cérebro. Mesmo a exposição durante pouco dias de estresse compromete a eficácia dos neurônios no hipocampo – uma importante área do cérebro responsáveis pelo raciocínio e pela memória. Semanas de estresse causam danos reversível aos dendritos neuronais (os pequenos “braços” que as células cerebrais usam para se comunicar uns com os outros), e meses de estresse podem destruir neurônios permanentemente. O estresse é uma grande ameaça para o seu sucesso – quando o estresse fica fora de controle, seu cérebro e seu desempenho sofrem.

A maioria das fontes de estresse no trabalho são fáceis de identificar. Se você está aguardando obter uma concessão do governo que sua organização sem fins lucrativos precisa para funcionar, é quase certo de que você sentirá o stress e provavelmente saberá como gerenciá-lo. São as fontes inesperadas de estresse que chegam de surpresa que mais farão mal a você.

Pesquisas recentes do Departamento de Psicologia Biológica e Clínica da Universidade Friedrich Schiller na Alemanha descobriram que a exposição a estímulos que causam fortes emoções negativas – o mesmo tipo de exposição que você recebe ao lidar com pessoas difíceis – faz com que os cérebros dos sujeitos tenham uma resposta sólida ao estresse. Quer seja por negatividade, crueldade, a síndrome da vítima, ou pura loucura, as pessoas difíceis levam o seu cérebro a um estado de estresse que deve ser evitado a todo custo.

A capacidade de gerenciar as emoções e permanecer calmo sob pressão está diretamente ligada ao seu desempenho. A TalentSmart realizou pesquisas com mais de um milhão de pessoas e descobrimos que 90% das pessoas com melhores desempenhos são capazes de gerenciar suas emoções em momentos de estresse, a fim de manter a calma e no controle. Um de seus maiores dons é a capacidade de neutralizar pessoas difíceis. Estas pessoas têm estratégias de enfrentamento bem-afiadas que eles empregam para manter as pessoas difíceis em seus devidos lugares.

Conheço inúmeras estratégias eficazes que as pessoas inteligentes empregam quando se trata de pessoas difíceis, o que se segue são algumas das melhores. Para lidar com pessoas difíceis de forma eficaz, você precisa de uma abordagem que permita que você, em geral, controle tudo o que puder e elimine tudo o que não puder controlar. O importante é lembrar que você está no controle de muito mais do que você imagina.

Semanas de estresse causam danos reversível aos dendritos neuronais (os pequenos “braços” que as células cerebrais usam para se comunicar uns com os outros), e meses de estresse podem destruir neurônios permanentemente.

1. Pessoas Inteligentes estabelecem limites

Os “reclamões” e as pessoas negativas são más companhias, porque eles se afundam em seus problemas e deixam de se concentrar em soluções. Eles querem que as pessoas se juntem “ao seu festival de lamentações”para que elas possam se sentir melhor sobre si mesmas. As pessoas muitas vezes sentem-se pressionadas a ouvir os reclamões porque não querem ser vistos como insensíveis ou rudes, mas há uma linha tênue entre emprestar um ouvido simpático e ser sugado em sua espiral emocional negativa.

Você pode evitar isso apenas estabelecendo limites e distanciando-se quando necessário. Pense nisso desta maneira: se o queixoso estava fumando, você ficaria sentado toda a tarde inalando a fumaça de segunda mão? Você se distanciaria, e deveria fazer o mesmo com os reclamões.

Uma ótima maneira de estabelecer limites é perguntar para esta pessoa como ela pretende corrigir o problema. É possível que ela se cale ou ou redirecione a conversa em uma direção produtiva.

2. Pessoas Inteligentes se elevam um nível acima

Pessoas difíceis te deixam louco porque seu comportamento é muito irracional. Não se engane; o comportamento delas realmente vai contra a razão. Então, por que você se permite responder a eles emocionalmente e ser sugado para essa bagunça? Quanto mais irracional e “fora da casinha” alguém é, mais fácil deve ser para você se afastar de suas armadilhas. Pare de tentar vencê-las em seu próprio jogo. Afaste-se emocionalmente delas e aproxime-se de suas interações como se elas fossem o seu projeto científico (ou você é o psiquiatra delas, se preferir a analogia). Você não precisa responder ao caos emocional – apenas aos fatos.

3. Pessoas Inteligentes estão sempre conscientes de suas emoções

Manter uma distância emocional requer consciência. Não há como evitar que alguém tire você do sério se você não reconhece quando isso está acontecendo. Às vezes você vai se encontrar em situações onde você precisará se recompor e escolher o melhor caminho a seguir. Tudo bem fazer isso, e você não deve ter medo de reservar um tempo para você se recompor.

Pense assim – se uma pessoa mentalmente instável se aproximar de você na rua e disser que ela é John F. Kennedy, provavelmente você não a levará a sério. Quando você se encontrar com um colega de trabalho que está envolvido neste modo de pensar sem controle, às vezes é melhor apenas sorrir e acenar com a cabeça. Se você precisa corrigi-los, é melhor tomar algum tempo para planejar a melhor maneira de fazer isso.

Sentindo dor no pescoço, dor nas costas, falta de memória ou indisposição? Não deixe o estresse e a tensão do dia a dia diminuirem seu rendimento no trabalho. Venha fazer uma sessão de massagem relaxante.

4. Pessoas Inteligentes estabelecem fronteiras

Esta é a área onde a maioria das pessoas tendem a se subestimar. Elas se sentem assim por trabalhar ou viver com alguém, e pensam que não têm como controlar o caos. Isso não poderia estar mais longe da verdade. Uma vez que você encontrou sua maneira de se levantar acima de uma pessoa, você começará a perceber que o comportamento dela se torna mais previsível e mais fácil de compreender. Isso te capacitará a pensar racionalmente sobre quando e onde você deve tolerar e quando não. Por exemplo, mesmo que você trabalhe com alguém de perto em uma equipe de projeto, isso não significa que você precisa ter o mesmo nível de interação individual com eles que você tem com outros membros da equipe.

Você pode estabelecer uma fronteira, mas você terá que fazê-lo conscientemente e proativamente. Se você deixar as coisas acontecerem naturalmente, você se encontrará constantemente tendo conversas difíceis. Se você definir limites e decidir quando e onde você vai se ocupar com uma pessoa difícil, você pode controlar a maior parte do caos. O truque é ficar atento e manter suas fronteiras no lugar quando a pessoa tenta passar sobre eles, o que eles vão tentar.

5. Pessoas Inteligentes não morrem lutando

Pessoas inteligentes sabem o quão importante é viver para lutar outro dia, especialmente quando seu “inimigo” é um indivíduo tóxico. Em conflito, emoções inesperadas fazem você fincar os pés no chão e lutar o tipo de batalha que pode deixá-lo gravemente avariado. Quando você percebe e responde às suas emoções, você é capaz de escolher suas batalhas com sabedoria e defender seu território quando for o momento certo.

6. Pessoas inteligentes não se concentram nos problemas – apenas em soluções

Onde você foca a sua atenção determina seu estado emocional. Quando se fixa aos problemas que enfrenta, você cria e prolonga as emoções negativas e o estresse. Quando você se concentra em ações para melhorar a si mesmo e suas circunstâncias, você cria um senso de eficácia pessoal que produz emoções positivas e reduz o estresse.

Quando se trata de pessoas tóxicas, se fixar em quão loucas e difíceis elas são lhes dá poder sobre você. Pare de pensar sobre como é problemática essa pessoa difícil, ao invés disso, se concentre em como você fará para lidar com elas. Isso o torna mais eficaz, coloca você no controle, e reduzirá a quantidade de estresse que você sente ao interagir com elas.

7. Pessoas Inteligentes não esquecem

Pessoas emocionalmente inteligentes perdoam rapidamente, mas isso não significa que elas esquecem. Perdão requer abandonar aquilo que aconteceu para que você possa seguir adiante. Isso não significa que você dará outra chance ao malfeitor. Pessoas inteligentes não estão dispostas a se atolarem desnecessariamente pelo erro dos outros, por isso eles se desapegam rapidamente do fato e buscam ser assertivos em se protejer de uma ameaça futura.

8. Pessoas Inteligentes esmagam a auto-conversa negativa

Às vezes você absorve a negatividade de outras pessoas. Não há nada de errado em se sentir mal sobre como alguém está tratando você, mas sua voz interna (os pensamentos que você tem sobre seus sentimentos) pode intensificar a negatividade ou ajudá-lo a sair dela. A voz interna negativa é irreal, desnecessária e auto-destrutiva. Ela envia você em uma espiral descendente emocional que é difícil de sair. Você deve evitar a voz interna negativa a todo o custo.

9. Pessoas Inteligentes dormem um pouco

Eu repito incessantemente este tópico ao longo dos anos e nunca é o suficiente ressaltar a importância do sono para aumentar sua inteligência emocional e gerenciar seus níveis de estresse. Quando você dorme, seu cérebro literalmente recarrega, de modo que você acorda alerta e com a cabeça limpa. Seu autocontrole, atenção e memória são todos reduzidos quando você não recebe o suficiente – ou o tipo certo – de sono. Privação de sono por si aumenta os níveis de hormônio do estresse, mesmo sem um agente estressor presente. Uma boa noite de sono faz com que você seja mais positivo, criativo e proativo em sua abordagem em relação a pessoas tóxicas, dando-lhe a perspectiva que você precisa para lidar com eles de forma eficaz.

10. Pessoas Inteligentes usam o sistema de apoio delas

É tentador, ainda que totalmente ineficaz, tentar resolver tudo sozinho. Para lidar com pessoas tóxicas, você precisa reconhecer as fraquezas em sua abordagem a elas. Isso significa aproveitar seu sistema de apoio para ganhar perspectivas sobre uma pessoa desafiadora. Todos temos alguém no trabalho e / ou fora deleque está no nosso time, torcendo por nós, e prontos para ajudarnos a extrair o melhor de uma situação difícil. Identificar esses indivíduos em sua vida e fazer um esforço para buscar a sua percepção e assistência quando você precisar deles. Algo tão simples como explicar a situação pode levar a uma nova perspectiva. Na maioria das vezes, outras pessoas vêem uma solução que você não consegue ver, porque eles não estão tão envolvidos emocionalmente na situação.

Juntando tudo

Antes de você colocar este sistema para funcionar brilhantemente, você precisa passar em alguns testes. Na maioria das vezes, você será testado por interações sensíveis com pessoas problemáticas. Felizmente, a plasticidade do cérebro permite moldar e mudar conforme você pratica novos comportamentos, mesmo quando você falhar. Implementar estas técnicas saudáveispara lidar com pessoas difíceis vai treinar seu cérebro para lidar com o estresse mais eficaz e diminuir a probabilidade de efeitos nocivos.

Sobre o autor

Dr. Travis Bradberry é o co-autor premiado do best-seller número 1, Inteligência Emocional 2.0 e co-fundador da TalentSmart, líder mundial em testes de inteligência emocional, treinamento de inteligência emocional e certificação de inteligência emocional, atendendo mais de 75% das empresas Fortune 500. Seus livros best-seller foram traduzidos em 25 idiomas e estão disponíveis em mais de 150 países. O Dr. Bradberry escreveu para, ou foi coberto por, Newsweek, BusinessWeek, Fortune, Forbes, Fast Company, Inc., EUA Hoje, The Wall Street Journal, The Washington Post e The Harvard Business Review.

Se você quiser mais estratégias para lidar com pessoas difíceis e gerenciar suas emoções em tempos de estresse, considere fazer o teste de Avaliação de Inteligência Emocional on-line que está incluído no livro Emotional Intelligence 2.0. Os resultados dos testes determinarão quais das 66 estratégias de inteligência emocional do livro aumentarão o seu EQ


O conteúdo deste artigo reflete apenas a opinião do autor, que não necessariamente represente a opinião do Espaço Wu Xing Terapias
 nem de qualquer um de seus terapeutas ou colaboradores. O intuito da publicação deste artigo é gerar a discussão saudável e respeitosa sobre o tema, com o objetivo de enriquecer e promover conhecimento para fortalecer o campo das Terapias Naturais.

Posts recentes

Deixe um comentário

Em uma conversa difícil escute mais do que fale - Wu XingInsônia - 5 principais causas - Blog Wu Xing