Em Geral, Saúde

Assistindo aos jogos durante a copa do mundo vi esse comercial repetidas vezes na televisão e me fez pensar algumas coisas sobre o uso de relaxantes musculares, anti-inflamatórios e analgésicos.

Alguns pontos que quero ressaltar sobre o vídeo:

  • É importante lembrar que medicamentos são indicados para tratar doenças e seus sintomas, não são indicados para aliviar dores consequentes de uma atividade aleatória como torcer pela seleção brasileira. Acredito que se alguém for ao médico com queixas de dores musculares devido a “tensão da copa” um médico responsável diria para o paciente voltar para casa e aguardar a dor passar naturalmente.
  • Na versão da TV há uma locução ao final do comercial que diz: “Caso os sintomas persistam, um médico deve ser procurado.” O próprio comercial incentiva o uso de medicamento sem a receita médica e caso você não tenha o resultado esperado, aí sim você deve procurar um profissional da área. A ordem deveria ser inversa, só use um medicamento após a indicação feita por um médico.

Comercial Dorflex

  • Pouca gente sabe, mas nosso corpo possui sua própria farmácia interna. Nós produzimos todos os fármacos necessários para nosso próprio bem estar. Basta darmos o estímulo correto a ele e conseguiremos analgésicos, relaxantes musculares e anti-inflamatórios gratuitamente, de maneira natural e sem efeitos colaterais.

Após 2011 o uso de anti-inflamatórios aumentou consideravelmente

“Entre 2010 e 2015 houve aumento de 3520% nas vendas de Ibuprofeno e 487% de aumento nas vendas de Nimesulida.”

Obviamente eu entendo que trata-se de uma “brincadeira” com a tensão que torcer pela seleção nos causa. Porém, há um aumento alarmante no consumo indiscriminado de medicamentos, e penso que é importante ter um pouco mais de responsabilidade em relação a este tema.

Após a publicação da RDC nº20 de 9 de maio de 2011, que dispõe sobre o controle de medicamentos a base de antimicrobianos como os antibióticos, houve um aumento expressivo no consumo de medicamentos como relaxantes musculares e anti-inflamatórios. Um exemplo deste aumento é apresentado pelo estudo feito sobre a venda destes medicamentos na cidade de Belém do Pará aponta que entre 2010 e 2015 houve aumento de 3520% nas vendas de Ibuprofeno e 487% de aumento nas vendas de Nimesulida.

O perigo está nos efeitos colaterais

Não são poucas as pessoas que procuram os meus serviços de massagem com queixas de dores musculares e articulares e dizem que não podem mais “tomar remédio” pois sentem muitas dores no estômago, dores de cabeça, sensação de “inchaço” ou porque eles “já não fazem mais efeito”.

Estas dores de estômago e dores de cabeça nada mais são do que os efeitos colaterais devido ao abuso destes medicamentos. Entre os efeitos colaterais se destacam:

  • Cefaleia
  • Zumbido
  • Tontura  
  • Retenção hídrica
  • Hipertensão
  • Dor abdominal
  • Náuseas e vômitos
  • Asma  
  • Prurido
  • Insuficiência renal podendo levar a falência renal

Aqui está um breve vídeo onde o médico Dráuzio Varella explica um pouco mais sobre os perigos do abuso destas substâncias.

4 maneiras naturais para tratar as inflamações

E aqui vão algumas dicas para evitar inflamações e dores de maneira natural e dispensar de uma vez por todas o uso de anti-inflamatórios, relaxantes musculares e analgésicos com todos seus efeitos colaterais.

1 – Tudo começa com a alimentação

O melhor tratamento para inflamações é a prevenção. Por isso, a alimentação tem um papel fundamental. Além do mais, nós somos aquilo que comemos. Se só comemos porcaria, nós seremos feitos de porcaria. Se nos alimentamos de forma saudável, seremos saudáveis. Porém, não há necessidade de ser radical. A ideia aqui é bem simples: Apenas evitar os excessos. Ao invés de comer fritura 3 vezes por semana, reduza para uma. Ao invés de tomar refrigerante 5 vezes por semana, reduza para uma refeição. Veja o video ao lado para uma explicação mais detalhada sobre alimentos inflamatórios e alimentos anti-inflamatórios.

Principais alimentos inflamatórios que devemos evitar:

  • Leite e derivados
  • Trigo (pães, bolos, massas, biscoitos)
  • Açúcar e doces (tortas, quindins, brigadeiro)
  • Refrigerantes
  • Frituras

Principais alimentos anti-inflamatórios:

  • Peixe (Alimentos ricos em Ômega 3)
  • Azeite de Oliva
  • Castanhas (do Pará e de Caju)
  • Cereais integrais (Gergelim, chia, linhaça)
  • Abacate
  • Brócolis

2 – Pratique exercícios físicos

Exercícios físicos aumentam a circulação sanguínea, aumentam os batimentos cardíacos, melhoram o metabolismo do corpo, aumentam a eliminação de impurezas pela sudorese e promovem as funções fisiológicas do corpo. Desta forma, os exercícios físicos colaboram para o equilíbrio homeostático do corpo e ajudam a movimentar o sangue e os fluídos corpóreos em regiões que possam apresentar inflamações.

Qual é o melhor exercício? É aquele que você mais gosta. Se você gosta de correr, vá correr. Se você gosta de lutar, vá lutar. Com certeza você se sentirá mais realizado praticando os esportes que você mais gosta. Se mesmo assim, você não está bem certo, há alguns exercícios que eu sempre indico: Yoga, natação, pilates, tai chi chuan e meditação.

A meditação não é necessariamente um exercício físico, porém é uma prática que tem excelentes resultados em dores de origem psicosomáticas, que são aquelas dores de origem emocional.

3 – A Massagem Terapêutica

A Massagem Terapêutica é um excelente método natural para remover inflamações. Ela promove o alívio de dores musculares e articulares de maneira natural, estimula a circulação sanguínea, promove a liberação endorfina e serotonina em doses naturais que vão reduzir aquela “necessidade” de comer doces e chocolates que sentimos às vezes e reduz a liberação do cortisol, substância que nosso corpo produz e está intimamente relacionada a quadros de estresse.

Eu trabalho com as técnicas chinesas de massagem, que incluem o Tui-na, a ventosaterapia e a reflexologia podal. São técnicas de excelente resultado em quadros inflamatórios. As ventosas têm efeito notório em dores musculares e articulares, não é a toa que o maior medalista olímpico de todos os tempos, o americano Michael Phelps, fez uso desta técnica durante os jogos olímpicos do Rio de Janeiro em 2016 para aliviar as dores entre uma prova e outra.

Alem da massagem, a Acupuntura Auricular também tem excelente efeito anti-inflamatório e analgésico e atua tanto em dores musculo-esquelético quanto em dores vicerais como dores de estômago, dores de cabeça entre outras.

Sente dores nas costas?

Dores em articulações?

Sofrendo com insônia, ansiedade ou estresse?

Agende um horário de Massagem Terapêutica e sinta os benefícios de um tratamento natural e revigorante.

4 – Mantenha uma atitude positiva e otimista

SIM! “Acreditar” é um passo fundamental para a cura! (e a neurociência está começando a compreender isso)

Devido aos avanços que a neurociência obteve nas últimas décadas, os cientistas estão começando a entender os mecanismos neurofisiológicos da dor. Uma das descobertas mais importantes é o papel que a crença tem sobre o nosso corpo.

Alguns estudos apontam que só o fato do paciente “acreditar” que vai melhorar contribui em até 40% em sua melhora efetiva. A postura mental positiva do paciente favorece a liberação de neurotransmissores e hormônios que vão atuar no reestabelecimento do equilíbrio corporal e suas funções fisiológicas.

Por sua vez, aqueles que “não acreditam” no tratamento (qualquer que seja o método) liberam “sem querer” substâncias que bloqueiam e inibem o funcionamento adequado do organismo.

O primeiro passo para uma atitude mais positiva é esclarecer alguns mitos e equívocos sobre a dor. A dor não é nossa inimiga. A dor é fundamental para nossa sobrevivência! É óbvio que ninguém (ou quase ninguém) gosta de sentir dor, porém é importante lembrar que é ela que nos impede de nos colocarmos em situações de risco iminente.

A dor existe para o nosso próprio bem, pois é um alerta de que há algo errado conosco e que algo deve ser mudado. Compreender a dor dessa maneira faz com que tenhamos uma percepção mais positiva sobre ela.

Por isso a calma e a atitude mental positiva são fundamentais!

Se você é uma pessoa um pouco mais curiosa, aqui está um vídeo que explica detalhadamente o funcionamento dos anti-inflamatórios e como e porque acontecem os efeitos colaterais.

Posts recentes

Deixe um comentário

Tratamento para insônia - 7 dicas que vão te ajudar a se livrar delaO que é o Mindfulness - Wu Xing Terapias