Em Saúde

Combatendo a Ansiedade com Acupuntura - Wu Xing TerapiasA ansiedade é um mal que tem atormentado cada vez mais pessoas devido ao nosso estilo de vida atual. São duas as principais causas deste aumento. Basicamente são o excesso e a falta.

O excesso de informação, excesso de trabalho, excesso de cobrança, excesso de conectividade com a internet e muitos outro excessos colaboram para uma sensação que o tempo está acelerado e um desgaste diário muito grande de energia.

E também a falta de um sono de qualidade, falta de alimentação natural, a falta de tempo para se alimentar com calma, falta de descanso e ócio criativo também estão entre as principais causas dessa ansiedade generalizada.

É importante lembrar que a ansiedade é um estado natural do ser humano. É normal uma criança sentir-se ansiosa um dia antes do seu aniversário, ou enquanto espera a viagem de férias. Assim como é natural que um adulto sinta-se ansioso enquanto prepara uma apresentação importante para seu chefe ou está na expectativa de uma promoção no trabalho.

O problema surge quando o estímulo que gera a ansiedade se torna constante. A necessidade de estar atento a tudo, de saber tudo o que está acontecendo. Aquilo que os americanos chamam de “missing out syndrome” que é a sensação que muitas pessoas têm de que estão perdendo alguma coisa importante quando estão sem acesso à internet.

Nesse ponto é que a ansiedade passa a ser patogênica. Ou seja, um estado emocional natural do ser humano passa a gerar doenças e sintomas devido ao excesso e descontrole dos estímulos.

Só para citar um exemplo, uma das principais estratégias de venda online chama-se “gatilho da escassez”. Basta colocar este termo no Google para encontrar milhares de páginas a respeito. A base dessa estratégia é simplesmente gerar a ansiedade no consumidor para que ele compre “antes que ele perca a oportunidade”.

É possível encontrar mais de uma dezena de outros fatores que causam o aumento da ansiedade no mundo online. Porém este não é o foco deste artigo, voltarei a abordar a ansiedade causada pelo mundo online em outro post no futuro.

Sintomas da Ansiedade e algumas sugestões de tratamento

Quando a ansiedade se torna patológica, ou seja, já passou para um estágio de doença, ela começa a demonstrar sintomas. Sintomas cognitivos leves, depois passa para sintomas emocionais e, quando mais avançada, aparecem os sintomas fisiológicos e físicos.

Os primeiros são os sintomas cognitivos: dificuldade de concentração e atenção, pensamentos negativos e levemente neuróticos e falta de memória de curto prazo. Aqui nestes casos, a prática de atividades físicas, meditação (mindfulness) e um pouco de tempo desconectado da internet ajudarão a recuperar essas faculdades.

Se não forem reconhecidos estes sintomas, eles evoluem para sintomas emocionais, como irritabilidade, instabilidade de humor, agitação ou apatia e falta de motivação. Nesse estágio já se torna um pouco mais difícil de tratar. Além das atividades físicas e meditativas, também recomendamos tratamentos com massagem e acupuntura para auxiliar no resgate do equilíbrio emocional. O tratamento aqui não é muito demorado.

No terceiro estágio a ansiedade apresenta sintomas físicos, os mais comuns são: gastrite, arritmia cardíaca, falta de ar, insônia, enxaqueca, alteração no apetite, doenças de pele, entre outros. Nestes casos o tratamento já deve ser mais longo, entre 10 e 20 sessões para que todos os sintomas desapareçam e o paciente retome controle de sua vida emocional.

Junto ao tratamento com acupuntura, também é recomendado a prática de exercícios físicos e meditativos. Os exercícios físicos são responsáveis pela liberação de substâncias químicas relacionadas ao bem estar e ao correto funcionamento fisiológico do corpo, como a serotonina, endorfinas, encefalinas entre outros.

Já as atividades meditativas são indicadas para que o paciente aprenda a compreender a si mesmo e consiga perceber quando estiver com seu estado emocional alterado antes que os sintomas se tornem fisiológicos ou físicos. A meditação nada mais é do que um exercício para a atenção plena e para o reconhecimento das próprias emoções. Se quiser saber um pouco mais sobre meditação, leia nosso artigo sobre mindfulness.

Dicas de ouro para aliviar a ansiedade

1 – Passe dois dias desconectado. Desligue seu celular, seu computador e sua TV durante o final de semana (mas desligue mesmo e deixe-os de lado).
2 – Faça uma atividade física.
3 – Alimente-se bem, bastante legumes, frutas e nada de comida congelada. Ah, e beba bastante água! Não consuma bebidas alcoólicas.
4 – Vá a um parque com pessoas que você gosta, seja amigos, familiares e passe a tarde toda tomando sol e conversando assuntos aleatórios.
5 – Volte para sua casa e não ligue nenhum aparelho eletrônico. Se quiser, pegue um livro para ler.
6 – Depois de um dia bem aproveitado, tome um banho e durma cedo.

Como a acupuntura ajuda a diminuir a ansiedade

Pela visão da Medicina Tradicional Chinesa, a ansiedade é um desequilíbrio do organismo. Dessa maneira a acupuntura vai atuar no reequilíbrio de todas as funções. Um corpo equilibrado, é um corpo sadio e sem dor.

Geralmente a ansiedade está ligada a uma desordem ligada ao Xin (Coração em Mandarim) e ao Shen (a tradução mais aproximada para Shen, seria o “Espírito”, mas abrange muito mais do que isso).
Desta forma, a acupuntura será trabalhada para reequilibrar as energias do corpo, gerar uma sensação de calma, tranquilidade e bem estar e promover o reequilíbrio das funções fisiológicas do corpo. Assim o paciente volta a saúde, recupera sua capacidade de concentração e atenção.

Está se sentindo ansioso? Entre em contato e agende um horário conosco.

Posts recentes

Deixe um comentário

Dor no Ombro - Causas e Tratamentos | Wu Xing TerapiasComo a Acupuntura Ajuda a Tratar a Enxaqueca - Wu Xing Terapias